Anuncie Aqui

Saiba como se livrar das dietas e realmente emagrecer!

Se você já testou dieta atrás de dia e não aguenta mais viver fazendo tanto sacrifício, saiba que há vida além delas!

Basta lembrar que uma pessoa que sempre foi magra não vive de dieta.

A nutricionista indica sopa de cenoura para o cardápio

Na verdade, ela nem pensa nisso. Comer é algo natural e sem restrições dolorosas.

Esse magro “autêntico” também não fica subindo em cada balança que aparece pela frente.

Então, ele apenas segue a vida, sem pensar em quantos gramas a balança vai apontar.

Um estilo de vida saudável e duradouro é bem mais eficaz, fácil, barato e libertador.

Enfim, deu para perceber a diferença de quando se vive em função da dieta?

Veja a seguir dicas de Fernanda Volner Gitte, orientadora de nutrição comportamental da Donantonia.

Com certeza você vai se livrar de todo tipo de dieta!

  1. Estabeleça metas a serem alcançadas a longo prazo e não dietas curtas

Emagrecer é um estilo de vida.

Apenas tirar algo da alimentação pode até dar resultados a curto prazo, mas quando a motivação acaba, a gordura volta.

Se já é difícil manter a dieta além do fim de semana, imagine pela vida toda.

Outro ponto importante para estabelecer metas de longo prazo é lembrar que sempre haverá algum obstáculo no caminho.

Filhos, compromissos, a falta de tempo e o excesso de trabalho não podem ser empecilhos para que você siga com o plano de viver magro.

Estabelecer metas viáveis e superar obstáculos são grandes passos para não desistir

Porém, o tempo passa independentemente disso tudo.

Que vida você quer ter? Como você quer estar daqui a 5 ou 10 anos?

Com certeza, não vai querer continuar na luta contra a balança.

Por isso, só há um caminho: ultrapassar os obstáculos e começar agora mesmo.

Encontre soluções ao invés de problemas.

Se o tempo é curto, reserve um dia para cozinhar para a semana toda.

Se aquela semana será corrida demais, compre kits prontos de alimentação saudável e facilite sua vida.

2. Estabeleça submetas

Não pense no total de quilos a emagrecer, crie pequenas metas curtas, que podem ser semanais.

Come rápido demais, em 5 minutos? Passe para 6.

Não toma água? Passe para o primeiro copo, e vá aumentando.

Odeia exercícios? Dance na sala por 5 minutos.

Que tal também colocar como meta da semana ter comida saudável na geladeira?

3. Idealize (e realize) como você quer ser

A Salada Panzanella é outra sugestão de Fernanda

Quando engordamos, perdemos a referência de nosso corpo.

Muitas vezes não queremos usar calça jeans e temos até medo do espelho.

Durante o processo de emagrecimento o mesmo pode acontecer, por medo do fracasso ou até mesmo por ter se acostumado a conviver com os quilos extra.

Não caia nessa.

Acompanhe e vibre com o seu próprio corpo e com cada pequeno sucesso, ainda que ele não esteja aparente para outras pessoas.

Faça um levantamento detalhado dos seus hábitos atuais.

Isso, claro, quando não está em fase de dietas: em quanto tempo como hoje? Quanto tomo de água? Quando costumo enfiar o pé na jaca? O que está certo e o que não está? Me olho no espelho?

Depois disso, pense em uma vida nova, que virá aos poucos.

Mas se escorregar, não idealize que já engordou e todo esforço foi por água abaixo!

4. Conheça suas limitações

  • Faça uma lista das melhorias e comece pelas mais fáceis;
  • Conheça suas limitações e programe-se;
  • Vá ao supermercado ou tenha comida saudável pronta em sua geladeira;
  • Programe também para quando não estiver em casa;
  • Não adianta querer emagrecer 10kg em uma semana como prometem as dietas milagrosas. Muito melhor é acompanhar seu emagrecimento semanal e atentar-se à média em 4 semanas.

5. Comece pelo que pode ser feito imediatamente

  • Não fique experimentando a comida enquanto a prepara. Você pode sentir o sal apenas com uma pontinha de colher;
  • Nunca se desespere para acabar com um pacote de bolacha ou uma caixa de bombom. Se sentir vontade, compre um bombom pequeno e só;
  • Coma apenas quando tiver realmente fome, inclusive nos finais de semana. Essa dica serve para qualquer situação, pois é normal arrumarmos desculpas para comer demais.

Eder Gitte e Fernanda Volner Gitte

Aí toma um sorvete porque está calor, come um pratão de sopa porque está frio, um lanche porque trabalhou demais, um doce porque está nervoso etc.

Nada disso é justificativa. Coma apenas por fome de verdade e para nutrir seu corpo.

Ou então, você come determinados alimentos mesmo sem fome, por pura convenção?

Quantas vezes tomou café com açúcar porque lhe foi oferecido? Comeu pipoca só para acompanhar o filme, uma balinha, e por aí vai.

Tire isso da sua rotina.

“Coma apenas quando realmente tiver fome e aquilo que seu corpo precisa. E seja feliz e magro para sempre!”, finaliza Fernanda.

 

Serviço:

Donantonia – www.donantoniasp.com.br

Gostou? Compartilhe nas suas redes sociais!

Hits: 100




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *